Em Destaque

Homenagem marca início do 519º aniversário

O presidente da Câmara Municipal da Calheta disse, ontem, que a homenagem aos ex-combatentes foi a melhor forma de iniciar as comemorações do 519º aniversário do Município, que se assinala no próximo dia 24 de junho. 

“Estamos hoje aqui reunidos com um propósito, o de realçar a importância de não esquecermos a nossa história, aliada ao reconhecimento que devemos, todos nós, àqueles que de uma forma ou de outra honraram a nossa terra, no caso concreto os nossos combatentes que com elevado sentido Patriótico, em condições adversas, enfrentando dificuldades, deixando para trás os seus familiares, aqueles que mais amavam, lutaram pela nossa Pátria, muitos custando-lhes essa bravura a sua própria vida”, transmitiu Carlos Teles, perante a presença das mais altas entidades da nossa Região e de uma plateia maioritariamente composta por ex-combatentes do concelho da Calheta e seus familiares.

“Entendemos que nenhuma terra nem nenhuma sociedade se afirma se não dignificar a sua história e o seu passado”, insistiu, explicando que a escultura elaborada por Patrícia Sumares pretende ser uma homenagem e um reconhecimento por tudo aquilo que os combatentes representam para o Município. 

O Monumento, da autoria de uma filha da terra, mais concretamente da freguesia do Jardim do Mar, está implantado no jardim em frente aos Paços do Concelho.

De referir que na cerimónia estiveram presentes diversas entidades regionais, entre as quais o Representante da República para a Madeira, o Juíz Ireneu Barreto, o presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, José Manuel Rodrigues, o secretário regional da Educação, Ciência e Tecnologia,  Jorge Carvalho, entre outras autoridades civis, militares e religiosas.

 

Três escolas distinguidas com elevada qualidade

Três escolas do nosso concelho receberam no passado dia 16 de junho os Certificados de Qualidade Eco-escolas 2020.

São elas a EB1/PE da Calheta, a EB1/PE do Estreito da Calheta e a EB1/PE da Calheta – Edifício Lombo do Atouguia. Os diretores das escolas marcaram presença na cerimónia que decorreu na Quinta Magnólia, onde foram também atribuídos Certificados de Reconhecimento Internacional aos respetivos coordenadores.

O vereador Aleixo Abreu, com o pelouro do Ambiente, também esteve presente na iniciativa e aplaudiu todo o empenho das escolas no que respeita às boas práticas ambientais, um trabalho que é feito em conjunto com a Autarquia. O Diploma de Qualidade é o resultado das excelentes classificações obtidas nas auditorias realizadas nos últimos três anos, no âmbito da avaliação do Programa Eco-Escolas.

As nossas escolas são, sem dúvida, um exemplo a seguir. E é com muito orgulho que, este ano, todas as escolas do concelho voltarão a hastear a sua bandeira verde. Parabéns!

Carlos Teles visitou escola de Ladeira e Lamaceiros

O presidente da Câmara Municipal da Calheta deslocou-se esta manhã à EB1/PE de Ladeira e Lamaceiros para assistir à apresentação do livro “A Galinha dos Ovos de Ouro”, da autora Débora Gonçalves, natural do concelho. Trata-se de um livro sobre Educação Financeira que tem como objetivo ajudar pequenos e graúdos a poupar e a olhar para o dinheiro de um modo diferente.

Dada a pertinência do tema, a Autarquia decidiu oferecer um exemplar a todos os alunos do 4º ano, no Dia da Criança. Um tipo de prenda que o Município faz questão de oferecer todos os anos, como um incentivo à leitura, mas que este ano teve a particularidade de ser com a 'prata da casa'. Uma forma de ajudar e valorizar, também, o trabalho que é feito no concelho.

Débora Gonçalves irá visitar todas as escolas do 1ºCiclo da Calheta e abordar o tema que é tão pertinente sobretudo para estes alunos que, em breve, irão transitar para o ensino básico e se tornarão um pouco mais independentes.

Carlos Teles e a vereadora com o pelouro da Educação, Doroteia Leça, tiveram a oportunidade de falar com os alunos e, no final, o diretor da escola deu a conhecer o novo espaço onde irá nascer “A Floresta Encantada”.

 

Época balnear arranca com várias novidades

Está aberta a época balnear na Calheta. O momento foi assinalado esta segunda-feira com o hastear da Bandeira Azul na Praia da Calheta, numa cerimónia que contou com a presença de diversas entidades regionais, entre as quais a Secretária Regional do Ambiente e Alterações Climáticas. Susana Prada elogiou as boas práticas ambientais dos calhetenses, lembrando que a qualidade do mar é o resultado dos bons hábitos em terra. A governante enalteceu ainda o trabalho da Autarquia no que respeita à boa gestão da sua rede de saneamento básico e águas residuais.

Já o presidente da Câmara Municipal da Calheta, Carlos Teles, lembrou que os resultados só são possíveis graças a um trabalho conjunto entre várias instituições, incluindo também as escolas. “Estamos todos focados no mesmo objetivo, o de valorizar a qualidade ambiental no nosso concelho e promover a Calheta turisticamente”, transmitiu, lembrando que este galardão também vem ajudar os investidores e os proprietários de infraestruturas hoteleiras e de alojamento local neste período de retoma. De resto, o edil aproveitou a presença de um representante do Governo para pedir que se afundasse uma embarcação na zona da Calheta, para promover ainda mais a prática do mergulho.

Por agora, estão garantidas outras novidades. Para além de uma nova marca, a Praia da Calheta conta este ano com um sistema inovador que mede a temperatura ambiente, a temperatura da água balnear e ainda a força das radiações ultravioletas, informação essa que estará disponível na página oficial da Câmara da Calheta. Os banhistas passam também a contar com duches na areia, com novos cinzeiros e com uma nova plataforma de acesso ao mar entre os dois lados da praia. Já os balneários passarão a ter água quente e serão abertos ao público oportunamente, consoante as recomendações das entidades regionais de Saúde. A esse respeito, é de salientar que foi adquirido equipamento especial para desinfetar espaços e equipamentos comuns, nomeadamente as espreguiçadeiras.

A Autarquia mantém também o serviço de eliminação de pragas com recurso a falcões, uma forma não invasiva de afugentar as gaivotas e os pombos da zona balnear, garantindo a qualidade da areia e da água.

Todo um investimento que o presidente da Câmara diz ter retorno, ou não fosse esta uma das praias mais procuradas na Região. “Estamos anualmente a renovar a nossa imagem, para que aqueles que vêm até cá se sintam cada vez mais confortáveis e agradados com aquilo que encontram aqui na Vila da Calheta”, concluiu Carlos Teles, desafiando todos os madeirenses a visitar o concelho e a praia de areia de amarela.

 

Partilhe Esta Página