Em Destaque

"Mostra de Jardins" com inscrições abertas

A Câmara Municipal da Calheta está a promover a 5ª edição da Mostra de Jardins “Calheta a Florir”. A ideia é incluir o concelho na rota da “Festa da Flor”, cujas festividades se aproximam, envolvendo todos os munícipes nesta iniciativa que pretende ser, também, um incentivo ao aumento dos espaços verdes e floridos nas diversas freguesias.

A Autarquia lança, assim, o desafio a todos os calhetenses para que participem com os seus jardins e/ou vasos floridos, deixando o concelho ainda mais bonito nesta época do ano.

Os interessados em participar nesta iniciativa podem inscrever-se entre os dias 1 e 18 de abril, preenchendo a ficha de inscrição disponível na página oficial da Câmara Municipal www.cmcalheta.pt, na secção "Fichas e Formulários". Depois de preenchido, o documento poderá ser enviado para o email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.. Se preferir, pode também contactar o serviço camarário através do 291 820 200.

Após o período de inscrições uma equipa da Autarquia irá visitar todos os participantes, com o objetivo de fotografar os seus jardins e assim organizar uma exposição que ficará patente nos Paços do Concelho.

Calheta abre inscrições para o "Rally Paper"

Gosta de quebra-cabeças e de pôr à prova o seu conhecimento? Então este desafio é para si!

A Câmara Municipal da Calheta está a organizar o “Rally Paper”, retomando uma tradição antiga associada às comemorações do “Dia do Trabalhador”.

Embora a maior parte das atividades decorram no dia 1 de Maio, o “Rally Paper” vai ‘abrir caminho’ para as referidas comemorações, indo para a estrada já no sábado, dia 30 de abril, a partir das 10h00.

Os interessados em participar na prova já se podem inscrever, preenchendo a ficha de inscrição disponível neste link

Para mais esclarecimentos relativamente ao evento contacte o 969 163 853.

Participe! Mais do que desafiar a sua mente, queremos que se divirta!

"Feiticeiro da Calheta" em concurso regional

A Biblioteca Municipal da Calheta aceitou o desafio lançado pela Rede Regional de Bibliotecas Públicas da Madeira, sugerindo um livro local para participar num concurso que envolve diversas bibliotecas da Região.

A iniciativa surge no âmbito do Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor, que se celebra a 23 de abril, e tem como principal objetivo dar a conhecer o património bibliográfico editado no Arquipélago da Madeira e as obras de autores madeirenses.

O livro escolhido pela nossa biblioteca foi o “Feiticeiro da Calheta”, um livro infanto-juvenil da autoria de Eugénio Perregil e ilustrações de Rafaela Rodrigues que retrata alguns aspetos importantes da vida do poeta popular João Gomes de Sousa, as vivências da época e a origem do Bailinho da Madeira, eleito mais recentemente como uma das Sete Maravilhas da Cultura Popular Portuguesa.

A votação decorre até o dia 18 de abril e o livro vencedor será anunciado a 23 de abril.

Vote no seu livro preferido preenchendo o formulário disponibilizado para o efeito e habilite-se a ganhar um conjunto de livros sobre o Arquipélago da Madeira e de autores madeirenses, num sorteio que será feito de forma aleatória entre os participantes e que será divulgado no final do concurso.

A biblioteca municipal que sugeriu o livro vencedor terá uma notícia, sobre a sua história e do concelho onde está inserida, nos canais de comunicação da Direção Regional do Arquivo e Biblioteca da Madeira (DRABM).

Livro promove Património do concelho da Calheta

“A Calheta também se promove através da Cultura, a Calheta também se promove através do nosso Património”. Isso mesmo sublinhou o presidente Carlos Teles durante a cerimónia de lançamento do livro “O Desembarque na Calheta – À descoberta do Património – Rota do Açúcar”, justificando desta forma o apoio que esta obra mereceu por parte do Município.

“Queremos continuar a apoiar este tipo de trabalhos, pois esta é uma obra que reflete muito a nossa História”, acrescentou o autarca, referindo-se de forma particular à importância que o ‘ouro branco’ teve para as suas gentes.

E porque a Calheta celebra, este ano, os seus 520 anos de elevação a vila, o lançamento deste livro infanto-juvenil surgiu com o intuito de valorizar e divulgar junto dos mais novos a história deste concelho. A ideia foi reforçada por Eugénio Perregil, que juntamente com Isabel Gouveia escreveu esta obra que dará às novas gerações maior conhecimento acerca do passado. Destaque também para as ilustrações de Rafaela Rodrigues, pensadas ao pormenor para captar a atenção dos mais novos. Desafio conseguido, conforme se constatou no lançamento da obra, cuja apresentação ficou a cargo de um aluno da EBS/PE da Calheta, Caio Fernandes.

Sem mais nada a acrescentar após uma brilhante apresentação, o presidente da Câmara optou por referenciar a pessoa do Sr. Sérgio, da Sociedade de Engenhos da Calheta, agradecendo a justa e merecida homenagem que lhe é feita nesta obra. “Ele era um defensor acérrimo daquilo que é nosso”, destacou, fazendo questão de oferecer um exemplar da obra à filha, presente na ocasião.

A cerimónia, que decorreu na Biblioteca Municipal da Calheta (MUDAS) terminou com a oferta de exemplares aos presentes, seguida de uma sessão de autógrafos por parte dos autores.

 

Partilhe Esta Página