A Calheta sonha com a possibilidade de poder acolher um Campeonato Mundial de Patinagem de Velocidade, já que a Pista de Patinagem dos Prazeres “é considerada uma das melhores do mundo”, conforme sublinhou Alípio Silva, treinador e selecionador nacional.

O assunto surgiu à margem de uma homenagem feita pela Câmara Municipal da Calheta aos atletas do CDR Prazeres que participaram no Campeonato Europeu de Patinagem de Velocidade, em Itália, onde se sagraram campeões e vice-campeões.

Carlos Teles aplaudiu a ideia de receber um Mundial em 2025, tendo em conta a sua importância sobretudo do ponto de vista promocional do concelho, contudo referiu que esta “é uma ideia que acarreta custos que terão de ser devidamente analisados de forma responsável”.

De resto, foi nesta oportunidade que o autarca deixou um “profundo reconhecimento e agradecimento” aos atletas que tão bem representaram a Seleção Nacional no Campeonato Europeu, um reconhecimento extensível a todos os que diariamente trabalham para obter estes excelentes resultados”, conforme fez questão de sublinhar o presidente Carlos Teles, dirigindo-se aos técnicos e responsáveis pelo clube, familiares, encarregados de educação e demais entidades que apoiam o clube e a modalidade.

Carlos Teles enalteceu os atletas medalhados nesta competição, destacando a participação de Jéssica Rodrigues e Afonso Silva pelos títulos de campeões e vice-campeões europeus, mas deixou também um profundo reconhecimento a todos os outros atletas “pelo trabalho em equipa”. “Muitas vezes nas nossas vidas há aqueles que estão nos bastidores, que não aparecem na fotografia, mas que efetivamente trabalham para obter resultados”, justificou, acrescentando que, por isso, “todos são campeões”.

O autarca entregou a medalha do Concelho a todos os atletas e renovou o compromisso de continuar a apoiar a equipa e estes jovens, que tão bem têm representado a Calheta, a Madeira e o nosso País por esse mundo fora.

O presidente do CDR Prazeres, Duarte Anjo, agradeceu a receção e todo o apoio que o Município tem dado aos atletas do concelho, permitindo que a Calheta alcance uma “dimensão inimaginável”.

 

Partilhe Esta Página