Já arrancaram as obras de remodelação e ampliação no Cemitério dos Prazeres, no concelho da Calheta. Os trabalhos incluem não só o melhoramento do cemitério existente como também a ampliação desta estrutura que irá crescer para um terreno anexo adquirido recentemente pela Autarquia, precisamente para colmatar a falta de espaço para sepultar.

Trata-se de um investimento suportado pela Câmara Municipal da Calheta que rondará os 210 mil euros. “Esta é uma obra crucial para esta freguesia, na medida em que permitirá responder a uma carência de espaço há muito sentida”, explicou o presidente Carlos Teles, numa visita ao local, onde acrescentou que “o objetivo é resolver o problema para as próximas décadas, melhorando, ao mesmo tempo, as condições existentes no espaço atual”.

Com esta intervenção, o cemitério ganhará 36 novos ossários, construídos em pedra natural, 30 novos jazigos, uma arrecadação de apoio, casas de banho, uma fossa séptica e uma área exterior para estacionamento de viaturas. O investimento inclui também a colocação de uma nova calçada portuguesa, pinturas e uma nova porta de entrada. A obra deverá estar concluída até outubro deste ano.

Refira-se, contudo, que esta não é a primeira intervenção do género no concelho, já que, ainda recentemente, o Município investiu perto de 180 mil euros na requalificação dos cemitérios do Estreito da Calheta e do Lombo do Salão, onde foram também instalados novos ossários, dos mais modernos da Região.

 

Partilhe Esta Página