Sensível à efeméride do Mês Internacional da Prevenção dos Maus-tratos na Infância, a Câmara Municipal da Calheta voltou, uma vez mais, a associar-se a esta causa solidária.

Este ano, para além da instalação de um laço azul na Praceta 24 de Junho, a Autarquia decidiu colocar fitas azuis em toda a sua frota automóvel, repetindo o ato de Bonnie W. Finney, que em 1989, nos EUA, quis demonstrar a sua dor face aos maus-tratos de que os seus netos eram vítimas, por parte da mãe e do namorado. No passado, esta avó já tinha perdido um neto de forma brutal, vítima de maus-tratos na infância, e foi para divulgar a sua trágica história que decidiu sair à rua exibindo uma fita de cor azul, a mesma cor das nódoas negras que marcavam os corpos dos seus netos. O objetivo de Bonnie W. Finney era chamar a atenção de toda a comunidade e sensibilizá-la para a defesa das crianças contra os maus-tratos.

É, pois, para continuar a despertar consciências, e para fazer com que as pessoas questionem o porquê deste ato, que a Câmara Municipal da Calheta desafia toda a população a colocar uma fita azul na antena da sua viatura, para alertar, prevenir e pôr fim a esta problemática. Para dar maior dimensão a este Movimento do Laço Azul, a Autarquia vai distribuir gratuitamente fitas azuis a todos os utilizadores do Parque de Estacionamento da Câmara Municipal, sendo que toda a população que se queira associar a esta causa também poderá levantar a sua fita no Posto de Turismo.

Associe-se a esta campanha. Vamos todos espalhar esta mensagem, chamar a atenção e consciencializar a comunidade para a relevância do seu papel na prevenção dos maus-tratos na infância.

Contamos convosco!

 

Partilhe Esta Página