• Levada Nova do Arco da Calheta

  • 1

Levada Nova do Arco da Calheta

 
  • Itinerário
  • Central Hidroelétrica da Calheta - Arco da Calheta - Lombo de São João
  • Início
  • Central Hidroelétrica da Calheta
  • Fim
  • Lombo de São João (Caminho Fonte do Coxo)
 

 

 

Ficha Técnica

  • Tipologia
  • LEVADA
  • Dificuldade
  • MÉDIA
  • Terreno
  • PLANO
  • Sentido
  • SENTIDO ÚNICO
  • Distância
  • 15,9 KM
  • Duração
  • 5h – 6h

Percurso 3D

Fonte: Google Earth

Como Chegar

Tendo como referência a saída do Funchal:

  • Deve seguir na Via Rápida (VR1) em direção à Ribeira Brava;
  • Na Ribeira Brava, siga pela Via Expresso (VE3) em direção à Ponta do Sol e Calheta;
  • Na chegada à vila da Calheta, na rotunda, siga pela 1ª saída em direção à Estrada Regional (E.R.222);
  • No cruzamento com a E.R.222, siga até à Central Hidroelétrica da Calheta;
  • O percurso encontra-se à direita.

 

Pontos de Interesse

A Levada Nova do Arco da Calheta corresponde a um canal que além do abastecimento hidroagrícola dos cerca de 16 KM de extensão que possui, corresponde a um importante canal de produção de energia elétrica. O seu percurso dá continuidade ao projeto hidrográfico da levada Nova da Calheta, que acabava por não cursar a freguesia do Arco da Calheta, estendendo-se a levada até ao concelho vizinho da Ponta do Sol.

Este recente canal, tal como grande parte dos canais existentes na ilha da Madeira, além das repercussões hídricas e energéticas é responsável por tornar a localidade mais atrativa pois o apaziguador passeio que é possível efetuar é digno de ser percorrido.

Neste percurso é possível entrar em contacto direto com o universo agrícola do Concelho, pois muitas são as áreas de cultivo que foram recuperadas, tornando a paisagem harmoniosamente intervencionada.

Nesta levada é possível avistar floresta endémica e floresta “introduzida”, sendo que o cenário verde por vezes é alternado com largas panorâmicas onde é possível avistar as zonas habitacionais das freguesias da Calheta e Arco da Calheta, tendo o Oceano Atlântico como pano de fundo em grande parte do percurso.

Ao percorrer quer esta levada quer a congénere Levada Nova da Calheta, não vai ficar igualmente indiferente a um fenómeno que tem se registado com maior frequência ano após ano, pois muitos são os projetos de recuperação quer dos tradicionais palheiros agrícolas quer dos imóveis isolados outrora habitados. A construção da 2ª habitação ou a criação de projetos turísticos são os mais frequentes, destacando-se as iniciativas provindas de muitos dos turistas que visitam a ilha da Madeira e que se deixam envolver pelas circunstâncias.

O concelho da Calheta, pelas condições naturais que dispõe, pelo clima quente durante quase todo o ano, pela tranquilidade que concentra em quase todo o território e pela aposta estratégica levada por diante pelas entidades locais, assume-se como uma das localidades preferidas para a fixação de turistas seniores, que optam por residir grande parte do ano no concelho da Calheta.

Segurança

Além das normas gerais de segurança que o Município da Calheta preparou especificamente para si e que pode consultar aqui, tenha em atenção as recomendações específicas do percurso:

- Normalmente as zonas mais expostas estão protegidas com varandins. No entanto, existem zonas que para os mais sensíveis a vertigens, poderá causar algum incómodo. Certifique-se sempre se reúne as condições psicofísicas necessárias para realizar o trajeto;

- Utilize calçado cómodo dada a extensão do percurso, de modo a não criar desconforto;

- Leve alimentação e líquidos suficientes de forma a poder se abastecer convenientemente ao longo do trajeto;

- O percurso faz diversos cruzamentos com as acessibilidades locais. Em caso de alguma emergência, é possível seguir umas das “saídas” do percurso e/ou fazer chegar com mais celeridade algum tipo de apoio.

Mapa

 

Galeria

Partilhe Esta Página