• Levada do Lajeado

  • 1

Levada do Lajeado

 
  • Itinerário
  • Lajeado - Campo Pequeno - Ribeira do Alecrim
  • Início
  • Lajeado (E.R. 209)
  • Fim
  • Lajeado (E.R. 209)
 

 

 

Ficha Técnica

  • Tipologia
  • LEVADA
  • Dificuldade
  • FÁCIL
  • Terreno
  • REGULAR
  • Sentido
  • IDA E VOLTA
  • Distância
  • 3,8 KM (2x 1,9 KM)
  • Duração
  • 1h30min – 2h

Percurso 3D

Fonte: Google Earth

Como Chegar

Tendo como referência a saída do Funchal e, devido à Estrada Regional (E.R.105) entre a Encumeada e o Rabaçal encontrar-se de momento fechada ao trânsito, recomendamos que:

  • Deve seguir na Via Rápida (VR1) em direção à Ribeira Brava;
  • Na Ribeira Brava, siga pela Via Expresso (VE3) em direção à Ponta do Sol e Calheta;
  • Na chegada à vila do Arco da Calheta, na rotunda, siga pela 1ª saída em direção à Estrada Regional (E.R.222);
  • No sítio do Loreto siga a sinalização até ao Rabaçal e, depois siga à esquerda a Estrada Regional (E.R.209);
  • O percurso encontra-se à direita.

 

Pontos de Interesse

A Levada do Lajeado situa-se próxima dos percursos da zona do Rabaçal, a uma cota superior aos 1.300 metros de altitude, em pleno planalto do Paul da Serra.

O trajeto tem início bem próximo da zona de parqueamento, sendo possível avistar no imediato o percurso.

Pode visitar a madre da levada fazendo para tal um pequeno desvio pelo lado direito, face ao sentido do trajeto.

Após o pequeno desvio, o percurso pode ser iniciado tendo para tal que seguir o curso de água. Encontrará durante os primeiros instantes diversos afluentes que se interligam várias vezes entre os principais canais (ribeiras) de captação e transporte de água, sendo frequente neste trajeto encontrar pequenas cachoeiras que captam à atenção.

Neste percurso, como é normal dos percursos acima dos 1.100 metros de altitude, predominam as urzes com as paisagens amplas onde é possível observar em dias de pouca nebulosidade, as montanhas que envolvem a zona do Rabaçal.
Os espelhos de água do céu aberto podem ser registados através das pequenas lagoas que se formam nesta zona, tornando todo o passeio tranquilo e descontraído. O estado puro desta levada e sua envolvente farão com que nem se aperceba que chegou ao seu final, quando visualizar um pequeno aqueduto danificado que em tempos foi responsável por transportar as águas até ao Pico da Urze.

O regresso deverá ser efetuado pelo mesmo local, podendo novamente apreciar esta levada bem particular.

Segurança

Além das normas gerais de segurança que o Município da Calheta preparou especificamente para si e que pode consultar aqui, tenha em atenção as recomendações específicas do percurso:

- Não se esqueça que se encontra numa cota elevada (acima dos 1.300 metros de altitude) e, por isso, numa zona que poderá sofrer variações climáticas repentinas, sendo o nevoeiro a mais frequente. Se não se afastar do trilho proposto, não haverá percalços. Em caso de dúvida consulte o ficheiro GPS do percurso que lhe disponibilizamos.

Mapa

 

Galeria

Partilhe Esta Página